Ingressos

MÚSICA

SAUDADES DE UM PALQUINHO? Josyara

SAUDADES DE UM PALQUINHO? Josyara

26.04.21, segunda 21h no youtube.com/centrodaterra

ink para a apresentação: CLIQUE AQUI


Ministério do Turismo, Secretaria Especial da Cultura e Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, apresentam: Saudades de um Palquinho? - uma programação de duas semanas no canal de youtube do Centro da Terra.


Este show de Josyara foi gravado no dia 26 de fevereiro de 2019.


A apresentação é antecedida por uma entrevista de Josyara com o curador Alexandre Matias, relembrando seu show no Centro da Terra


JosyAra convida a mansa fúria de Barbara Santos (atriz/perfomance) e Luê (cantora/compositora) para comporem juntas e desconstruirem arranjos das músicas do seu recém lançado disco, Mansa Fúria, trabalho lançado de forma totalmente independente. O novo registro transita por entre gêneros, reflexo da rica educação musical de sua realizadora. Produto da mistura de ritmos, o trabalho sutilmente amplia parte da sonoridade explorada por JosyAra no primeiro disco (Uni Versos). São melodias acústicas que passeiam pelo samba e o regionalismo baiano de forma sempre cuidadosa. Canções que encontram nos sentimentos o principal componente criativo para o fortalecimento dos versos lançados pela artista.


JOSYARA

Cantora, compositora e violonista baiana em seu percurso sertão/litoral/metrópole. Nascida em Juazeiro, no interior da Bahia, JosyAra traz em suas composições um olhar sensível sobre seu cotidiano e sua história, embaladas por um violão percussivo e potente. Em seus discos, apresenta suas raízes do sertão baiano, escancara sua versatilidade trazendo uma voz e violão que dialogam perfeitamente com texturas eletrônicas. Em suas letras, algumas figuras têm presença forte: as frutas locais como a pinha, carambola, umbu, o árido sertão de sua terra natal, o encontro com o mar na capital soteropolitana, Yemanjá, Nanã. Morando em São Paulo, JosyAra sente a metrópole como reafirmação de suas raízes. O lugar que ela conversa com a saudade. Onde ela se enxerga com clareza como mulher persistente, que não tem problema de voltar pra casa quando desejar. Lançou Uni Versos (2012) e Mansa Fúria (2018).