Comprar Ingressos

CINEMA

Thais Fujinaga em curtas

Thais Fujinaga em curtas

suspenso - será reagendado

A sessão traz três dos trabalhos da diretora e roteirista Thais Fujinaga, nos quais ela olha para as complexidades e a naturalidade do amadurecimento. Destaque para “L”, selecionado em 2012 para o Festival de Berlim, no qual a diretora esteve em 2018 como integrante do Berlinale Talents.


Bate papo com Thais Fujinaga após a sessão.


Thais Fujinaga graduou-se no curso Superior do Audiovisual da ECA-USP em 2008. Desde então, desenvolve projetos autorais de ficção, tendo realizado mais quatro curtas. Os dois últimos, A Visita, L e Os Irmãos Mai, participaram de dezenas de festivais de prestígio, tanto no Brasil, quanto no exterior, e ganharam, juntos, mais de 60 prêmios e menções especiais, com destaque para: 62º Festival de Berlim, 44º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, 26º Festival de Cine de Mar del Plata, 33º Festival de Havana, 22º Festival Internacional de Curtas de São Paulo, 15ª Mostra de Cinema de Tiradentes, 16º Cine-PE, 23º Curta Cinema, entre outros. 


Atualmente, desenvolve projetos de longas que foram contemplados nos editais de desenvolvimento do Fundo Setorial do Audiovisual. Os roteiros de Litoral e O Filho Plantado foram selecionados para laboratórios e encontros de coprodução renomados, como o BrLab, Cinéma en Dévelopement (Festival de Toulouse, França), Brasil CineMundi e Laboratório Novas Histórias. Ambos ganham o concurso de roteiro “Cabíria” (edições de 2016 e 2017), criado em parceria com Geena Davis Institute on Gender in Media com o objetivo de contemplar obras com protagonistas femininas relevantes. Litoral foi contemplado no edital Prodecine 5 e está sendo produzido pela Filmes de Plástico e Lira Cinematográfica. 


Também atua como roteirista para projetos de outros realizadores e para séries ficcionais. Roteirizou um episódio da série Lendas Urbanas, direção geral de Fernando Coimbra, produção Sentimental Filmes. É roteirista da nova série da Boutique Filmes para a Netflix – Onisciente, e da nova temporada de Pico da Neblina, série da HBO produzida pela O2 Filmes. Entre os projetos em desenvolvimento, está a série ficcional Terra Sem Males, que será dirigida por Juliana Rojas, e o roteiro de um longa-metragem que será dirigido por Sandra Kogut.

Em paralelo, atua como consultora de roteiro e professora em cursos organizados pelo SESC, Secretaria Municipal de Cultura e pela Academia Internacional de Cinema.

 

LAURITA, Roney Freitas, Thais Fujinaga (Co-Direção), Fic, SP, 2009, 20’.

Laura e sua mãe passam as férias no litoral de São Paulo, numa casa de praia de classe média. O corpo pré-adolescente de Laura está mudando em descompasso com sua maturidade. Mas seu incômodo fica menor diante da situação das duas na casa.


L, Thais Fujinaga, Fic, SP, 2011, 21’.

Teté odeia seus pés. Quando conhece Héctor, decide mudar sua aparência.


IRMÃOS MAI, Thais Fujinaga, Fic, SP, 2013, 19’.

Dois irmãos da comunidade chinesa de São Paulo saem para comprar um presente de aniversário para sua avó. No decorrer de sua jornada pela cidade, eles encontram obstáculos.

MÚSICA

Kastrup: Feminino Fatorial suspenso - será reagendado

Kastrup: Feminino Fatorial

MÚSICA

Juçara Marçal: Encarnado Acústico suspenso - será reagendado

Juçara Marçal: Encarnado Acústico

DANÇA

À mesa suspenso - será reagendado

À mesa

CINEMA

Caroline Biagi em curtas suspenso - será reagendado

Caroline Biagi em curtas

DANÇA

Marina Abib: a Cabra suspenso - será reagendado

Marina Abib: a Cabra

DANÇA

Núcleo Corpoesia: Útero Substantivo Masculino suspenso - será reagendado

Núcleo Corpoesia: Útero Substantivo Masculino

DANÇA

 Núcleo Cinematográfico de Dança: descabido suspenso - será reagendado

Núcleo Cinematográfico de Dança: descabido